Frase da Semana

Nem toda vez você será convocado para a seleção, mas a vida continua e você ainda poder ser melhor dos que foram chamados.

A PRINCESA DO CONTO DE DEUS – PARTE 2

A PRINCESA DO CONTO DE DEUS – PARTE 2



Na primeira parte, começamos contando a história de uma princesa que queria muito um príncipe e como ela não queria esperar o tempo certo do Rei, decidiu sair em busca do seu amado num reino desconhecido.

Finalmente…. meu príncipe!

Na festa, com suas novas amigas, a Princesa já se sentia diferente, mais livre, mais solta. E a primeira mudança foi logo na vestimenta. Uma de suas amigas a levou até sua casa e disse:
- Você não pode ir na festa com essa roupa, que vestido mais brega, vestida assim nenhum rapaz vai olhar pra você. Vem, eu vou arrumar você.
Logo a princesa estava arrumada de acordo com aquele reino, e pensava “nossa, que decote, não é que estou linda mesmo? Esse meu Pai é um mentiroso, fica dizendo que meu vestido deve ser a força e a honra …(Provérbios 31:25), e que só assim um príncipe de verdade reconhece uma princesa, quando que dessa forma só afasta os homens de mim.”
Hora da festa! O coração da princesa parecia que ia pular para fora, com a expectativa de como seria tudo, as músicas, as pessoas e o príncipe que ela iria escolher.
Chegando na festa, as meninas deram um jeito de enturmar a princesa. Logo todos os rapazes já sabiam quem ela era: “carne nova no pedaço.” E seu vestido “tubinho” tomara que caia, deixava bem exposto isso. E nada como uma princesa linda e virgem para atiçar todos os rapazes daquele reino. Muitos queriam uma chance, muitos se achegavam na princesa, enquanto ela pensava: “agora sim me sinto linda e amada!”.
Suas “amigas” logo lhe trouxeram uma bebida alcoólica dizendo: – Experimenta esse drink amiga, vai te deixar mais “à vontade” e te dar uma “curtição” muito legal.
Mas ela disse:
- Sempre me falaram que esse tipo de bebida faz muito mal.
As amigas retrucaram:
- Vamos lá, bebe e você vai ver que é mais uma mentira daquele Reino que você veio.
A princesa experimentou e disse:
- Nossa, que gostinho de chiclete, gostei! Entornando rapidamente todo o resto, e pedindo logo outro ao moço do bar.
Quanto mais ela vivia no mundo, mais ela se sentia convencida que vivia numa prisão, e que agora sim, era possível viver de verdade.
Dentre muitos drinks e a novidade que tudo aquilo causava. Logo ela avistou um rapaz no balcão, que veio com um belo “uauuu, que lindo!” em seu pensamento.
Diferente dos outros rapazes que tentaram uma aproximação com a princesa, esse parecia não se importar muito com a presença dela, de longe manteve sua postura de tremenda educação e contido.
Ela não se aguentou para as meninas:
- Amiga, não olha agora, disfarça hein!! Mas quem é aquele ali que está encostado no balcão.
- Peraí, onde? Procurava a menina.
- Disfarrrrrrça, eu disse pra disfarçar. Que mico! Sorria ela. - Aqueelee ali, que está vestindo preto.
- Ahhhh, ele é o príncipe deste reino. Lindo ele né?
- Sim, muito! Eu sabia que poderia encontrar um príncipe nesse mundo. Pensando: “Nossa, é ele! Eu tenho certeza. Meu “coração” está dizendo que é ele.” (Jeremias 17:9), ela perguntou:
- O que eu faço pra ele me notar? Como ele pode me perceber?
- Se insinua pra ele, responderam as amigas. Vai pra pista, dança, dá umas olhadas pra ele, usa toda sua sensualidade. Você é linda! Ele vai te querer.
Assim ela fez. Começou a dançar sensualmente no embalo da música do momento. Quando, é claro!!!, o belo rapaz observou a moça, e pensou:
- Ih, acho que essa “mina” está me dando mole. Mais uma que vai ser molezinha de “pegar”. E não é que é “gatinha”?, dá pra “brincar”!!
Então começou um jogo de olhares, até que ela tomou a iniciativa de se aproximar e começou a puxar assunto com ele. A conversa foi ficando bem descontraída, ele começou a dizer coisas lindas que nenhum rapaz havia dito antes. Foi quando a princesa embalada naquelas lindas palavras, se deixou der beijada. Um beijo daqueles de tirar o fôlego, e enquanto ela pensava: “Nossa, que beijo, tenho certeza que seremos muito felizes”; O tal principe do mundo pensava: - Eu quero uma noite com essa gatinha. E se o beijo foi tão fácil, imagino o quanto vai ser “facinho” conseguir todo resto!

O coração no lugar do cérebro.

Entre beijos e conversas, o príncipe do mundo dizia o quanto ela era linda, o quanto queria viver algo profundo com ela. Que ela era TUDO que ele sonhava, o quanto seriam felizes. Enquanto isso a princesa perdida se enchia de alegria, se sentia enfim amada por alguém que só estava brincando com ela. Entrando cada vez mais por esse caminho perigoso, ela escolheu colocar o coração no lugar do cérebro e já não conseguia mais pensar com a razão, só com o coração. Ela buscou tanto sentir isso, que todo esse sentimento misturado com a sua ansiedade a deixou completamente cega e apaixonada. (Provérbios 4.23) Ela só pensava naquele momento ali, e nada mais importava. Com isso, ele conseguia manipular seus sentimentos como se manipula um Joystick de videogame. Até que veio um convite…

- Vamos sair daqui? A festa se tornou chata diante de tanta beleza e encanto, nada aqui tem mais graça a não ser você que tem TODA GRAÇA. “cantadinha barata!! Argh!”
- Nossa, que lindas palavras. Nunca ninguém havia dito algo assim pra mim antes. mas….onde vamos?
- Ah, agente pode dar uma volta, quero muito ficar à sós com você, ficar mais à vontade, sem ninguém por perto, pra gente se conhecer melhor, o que acha?
- Eu acho que vai ser muito legal, mas preciso falar com minhas amigas, afinal, eu vim com elas.
Claro, as “amigas” super apoiaram a decisão da princesa né? – Vai lá amiga… – Humm, ele deve ser gostosinho, diziam.

Eles saíram da festa no carro dele, ela encantada com o que ele dizia e ele pensando em mais palavras pra dizer e conseguir o que ele tanto queria. À essa altura, a princesa estava muito, muito distante do Reino onde foi criada com tanto amor, porém um amor que não era o suficiente “para ela”. Esse sim era… porque a carne dela gritava, berrava isso o tempo todo ao seu coração. (Provérbios 28.26)
Até que passando em frente a um hotel, ele encostou o carro e disse:
- O que acha de ficarmos por aqui nesse hotel? Vamos subir? Lá iremos conseguir conversar melhor, e ter um tempo para só nós dois. Vamos minha princesa?
- Mas não podemos conversar aqui mesmo, no carro? Disse ela.
- Claro que podemos meu amor, mas aqui vai ficar gente passando, e eu quero mais privacidade, conversar com calma, abraçar, beijar. Vamos lá vai? Não vamos fazer nada que você não queira, te prometo.
E ae? será que a princesa vai aceitar? Onde essa história vai parar? O que será dessa princesa que “escolheu” andar por caminhos desconhecidos?


R. Preciosa

1 comentários:

Bell 21 de fevereiro de 2014 05:34  

Esse ai ta mais para sapo do que para príncipe rs...
Deus prepara tudo, mas a gente não espera e por isso sofremos.

O que Deus tem reservado para nós com certeza é mais daquilo que pedimos e sonhamos, ele tem o melhor. Eu creio nisto.

bjokas e um fds abençoado =)

Postar um comentário



Visita na semana

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital